Papa Francisco aceita renúncia de dom Antônio Muniz e nomeia dom Beto como novo arcebispo de Maceió

0

Em sua carta de renúncia, dom Antônio diz que precisa cuidar da saúde.

 

 

O Papa Francisco aceitou, nesta quarta-feira (3) a renúncia do arcebispo de Maceió, Dom Antônio Muniz. No seu lugar, foi nomeado o sucessor, dom Carlos Alberto Breis Pereira, antes arcebispo coadjuntor de Maceió.

Em sua carta de renúncia, dom Antônio Muniz alegou que precisava cuidar da sua saúde. Em 2021, ele chegou a ficar internado em decorrência de complicações da diabetes.

“Ao recebermos a notícia de que o Santo Padre, o Papa Francisco, acolheu o seu pedido de renúncia ao governo pastoral da Arquidiocese de Maceió, em Alagoas, unimo-nos em agradecimento a Deus por sua vocação e pelos 25 anos dedicados ao pastoreio do povo de Deus em Guarabira e em Maceió”, diz a carta enviada pelo Papa.

 

Frade da Ordem do Carmo, dom Antônio é natural de Princesa Isabel, na Paraíba, e tem 71 anos. No dia 24 de maio de 1980 Foi ordenado presbítero em sua cidade natal.

Antes do episcopado, foi mestre dos noviços, reitor de colégio, provincial e professor de Bíblia. Também atuou como membro da Comissão Econômica internacional da Ordem Carmelita e foi vigário cooperador em Recife (PE).

Em 4 de fevereiro de 1998, foi nomeado bispo de Guarabira (PB), e ordenado em 24 de maio, em Recife. Ele atuou na diocese de 1998 até 2006, quando foi nomeado arcebispo de Maceió. A posse foi no dia 4 fevereiro de 2007.

Em seu governo na sede de Maceió, dom Antônio definiu a Pastoral Social como um imperativo. Instituiu as Missas pela Paz, celebradas mensalmente na Catedral, frente à escalada da violência no estado.

Outra iniciativa do arcebispo foi a fundação da Fazenda da Esperança Santa Teresinha, como forma de enfrentamento ao avanço do narcotráfico e a recuperação de dependentes químicos. Também foram projetos levados à frente por ele a Casa do Servo Sofredor, e a dinamização do Secretariado de Assistência Social Juvenópolis. Ele também se dedicou ao trabalho de evangelização e educação da fé do Povo de Deus com a realização das Missões Populares em todas as paróquias da arquidiocese.

Dom Carlos Alberto Breis Pereira

 

Catarinense de São Francisco do Sul, dom Beto, como é carinhosamente chamado, nasceu em 16 de setembro de 1965 e é frade menor franciscano desde a década de 1980. Ele ingressou na Província Franciscana da Imaculada Conceição e fez o noviciado.

Depois, se transferiu para a Província de Santo Antônio do Brasil, no Nordeste, onde emitiu a profissão religiosa como frade menor franciscano, em 10 de janeiro de 1987.

Por g1 AL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *