Presidente do Corinthians nega venda de Carlos Miguel, mas admite procura por novos goleiros

0

Titular está de saída para o Nottingham Forest, da Inglaterra; Augusto Melo, porém, diz que o Timão não recebeu oferta pelo jogador até o momento: “Não pagaram a multa”

 

 

O Corinthians está no mercado a procura de um novo goleiro. Na manhã desta segunda-feira, o presidente Augusto Melo confirmou que o clube busca um novo atleta da posição após a saída de Cássio e a iminente venda de Carlos Miguel, que manifestou o desejo de deixar o Timão para reforçar o Nottingham Forest, da Inglaterra.

– Estamos conversando com outros goleiros, temos um scout sendo feito. Não estamos aqui brincando, não fomos nós que liberamos o Cássio, ele quis sair. Não queremos pessoas que não queiram ficar, queremos quem queira ficar aqui. Por isso essa reformulação está sendo importante – comentou, antes de falar sobre Carlos Miguel.

– Tivemos a informação do Carlos Miguel (sobre o contrato), já sabíamos e tivemos a tranquilidade que estaria tudo bem. Não existe a multa cair de 50 milhões de euros para quatro milhões de euros. Aí ficamos reféns, se o atleta não quiser renovar… Não chegou nenhuma proposta, não pagaram a multa, mas até então é atleta do Corinthians, está treinando e estamos nessa incerteza – acrescentou.

Carlos Miguel deve confirmar a saída do Corinthians nos próximos dias e é dúvida para o jogo de terça-feira, às 19h (de Brasília), contra o Atlético-GO, em Goiânia, pelo Brasileirão.

O diretor executivo Fabinho Soldado recebeu a notícia sobre o desejo de Carlos Miguel no fim da semana passada, e o clube ainda busca reverter o quadro com uma proposta de renovação.

Durante a mesma entrevista, o presidente trouxe outra versão sobre a possível saída do novo titular do gol do Corinthians, confirmando o iminente adeus.

– Ele (Carlos Miguel) fala que é um sonho jogar na Europa. Se o problema financeiro for uma equação, a gente conversa. O Corinthians é uma grande vitrine, se jogar aqui joga em qualquer lugar no mundo – disse.

O camisa 22 assumiu definitivamente o gol titular nesta temporada com a saída do Cássio, que deixou o clube para reforçar o Cruzeiro. O Corinthians não recebeu nada pela liberação do ídolo, anteriormente com contrato até o fim do ano.

Por José Edgar de Matos, ge — São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *