Histórico do confronto: CSA e CRB se enfrentam pela quinta vez em 2021

0

Por Redação do ge — Maceió

A noite do próximo sábado será especial para os torcedores de CSA CRB. Às 18h30, as duas maiores forças do futebol alagoano se encontram no Rei Pelé e disputam o quinto duelo entre os times na temporada.

No histórico do confronto deste ano, o Azulão tem vantagem: venceu uma e empatou as outras três. O CSA balançou a rede três vezes; o CRB, duas.

Curiosidades

Do início do ano pra cá, detalhes chamam a atenção nos dois clubes, a começar pela troca de treinadores. No CRB, Roberto Fernandes deu lugar a Allan Aal; no CSA, Bruno Pivetti ocupou a vaga deixada por Mozart.

Outra curiosidade é o número de contratações nas duas equipes no ano. O Azulão trouxe, até agora, 28 jogadores; o Galo acumula 24 reforços.

Os confrontos

A primeira partida entre CSA e CRB em 2021 foi disputada no dia 14 de março, pela terceira rodada da primeira fase da Copa do Nordeste. O placar ficou empatado por 1 a 1. Norberto abriu o placar para o Azulão, e Diego Ivo empatou.

CSA: Thiago Rodrigues; Norberto, Rodolfo Filemon, Fabrício e Vitor Costa; Geovane, Silas e Gabriel; Rodrigo Pimpão (Iury), Marco Túlio (Silvinho) e Dellatorre. Técnico: Mozart.

CRB: Edson Mardden; Reginaldo, Gum, Ewerton Páscoa (Diego Ivo) e Hugo (Dudu); Claudinei, Wesley (Carlos Jatobá) e Guilherme Romão; Hyuri (Régis), Luidy e Lucão. Técnico: Roberto Fernandes.

O primeiro Clássico das Multidões pelo Alagoano 2021 foi realizado no dia 1º de maio, pela oitava rodada. Com gol de Bruno Mota, o Azulão bateu o rival por 1 a 0.

CSA: Darley; Norberto, Matheus Felipe, Lucão e Cristovam; Geovane, Gabriel (Marquinhos) e Bruno Mota (Patrick Brey); Aylon (Ítalo), Marco Túlio (Silvinho) e Dellatorre. Técnico: Adriano Rodrigues (auxiliar).

CRB: Diogo Silva; Reginaldo (Luca Caio), Gum, Ewerton Páscoa (Eduardo Junho) e Guilherme Romão; Claudinei, Carlos Jatobá (Luidy) e Diego Torres; Calyson (Wesley), Hyuri e Lucão. Técnico: Fernando Alves (auxiliar).

CRB e CSA começaram a fase final do Campeonato Alagoano no dia 15 de maio. No Azulão, a novidade era o técnico Bruno Pivetti. O Galo continuava sob o comando de Roberto Fernandes.

Num confronto marcado pelo equilíbrio, os rivais não saíram do 0 a 0 e foram para a finalíssima em pé de igualdade. Quem vencesse, levanta a taça. Em caso de novo empate, por qualquer placar, o campeão seria definido nos pênaltis.

CSA: Thiago Rodrigues; Norberto, Lucas Dias, Lucão e Vitor Costa; Geovane, Gabriel e Bruno Mota (Gabriel Tonini); Aylon (Ítalo), Marco Túlio (Nadson) e Dellatorre (Iury). Técnico: Bruno Pivetti.

CRB: Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Frazan (Ewerton Páscoa) e Guilherme Romão; Claudinei, Wesley (Carlos Jatobá) e Diego Torres; Calyson (Ewandro), Hyuri (Luidy) e Lucão (Erik). Técnico: Roberto Fernandes.

Mais uma vez, CRB e CSA decidiram o Campeonato Alagoano. No dia 22 de maio, com mando de campo do Galo, os rivais empataram no tempo normal, por 1 a 1, com gols de Bruno Mota (CSA) e Hyuri (CRB). A curiosidade é que os dois gols foram marcados de cabeça.

Nas penalidades, brilhou a estrela do goleiro Thiago Rodrigues. Ele defendeu as cobranças de Jiménez e Jean Patrick e ajudou na conquista do 40º título estadual do CSA.

CRB: Diogo Silva; Reginaldo (Jiménez), Gum, Frazan e Guilherme Romão; Claudinei (Carlos Jatobá), Wesley (Jean Patrick) e Diego Torres; Calyson (Lucão), Luidy (Erik) e Hyuri. Técnico: Roberto Fernandes.

CSA: Thiago Rodrigues; Norberto, Matheus Felipe, Lucão e Vitor Costa (Silas); Geovane, Nadson (Gabriel Tonini) e Gabriel; Aylon (Silvinho), Marco Túlio (Rodrigo Pimpão) e Bruno Mota (Iury). Técnico: Bruno Pivetti.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *