Médico critica o procedimento no socorro a Eriksen na beira do campo: “Foi tudo errado”

0

Por Redação do ge — Copenhague, Dinamarca

Após Eriksen cair desacordado em campo no duelo entre Dinamarca e Finlândia, neste sábado, o médico Luis Fernando Correia participou ao vivo da transmissão do SporTV para analisar tecnicamente o procedimento no atendimento e na retirada do jogador do gramado. Para o doutor, que coordenou a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, o atendimento foi feito da forma errada.

– Eu fico muito triste. Porque em 2014, quando coordenei a Copa do Mundo, nós desenvolvemos um protocolo, junto à comissão médica da Fifa, para atendimento aos jogadores na beira do campo. E nada disso foi seguido. Foi tudo errado. A cena triste que vemos da queda do Eriksen é típica do que chamamos de morte súbita. O primeiro diagnóstico para um caso deste é: o coração parou de funcionar por uma arritmia. O cérebro não recebeu sangue e o jogador caiu duro.

Após cerca de 15 minutos de atendimento, Eriksen foi retirado de campo de maca, com um balão de oxigênio, e encaminhado para o hospital. Na saída, o fotógrafo Friedemann Vogel, da agência AFP, captou um flagrante do jogador com os olhos abertos. Luis Fernando explica o que pode ter acontecido com Eriksen e reafirma que a demora foi um erro grave.

– Provavelmente o que aconteceu foi. Ele teve uma arritmia, o coração bate de forma irregular, e isso faz faltar oxigênio para o cérebro. Nosso cérebro não para de funcionar nunca. Nem quando dormimos. Quando falta oxigênio ele desliga. Foi quando ele caiu no chão. Normalmente as pessoas acordam e ficam zonzos e de olhos abertos mesmo. Ele deve ser levado ao hospital para que se faça uma avaliação do porque de isso ter acontecido no ponto de vista cardiológico para que ele possa receber tratamento, caso necessário.

“A cada minuto que passa uma vítima de parada cardíaca sem atendimento, você perde 10% da chance de ele se recuperar. Neste caso deu certo, mas demorou muito”

 

O segundo jogo da Eurocopa, entre Dinamarca e Finlândia, em Copenhague, foi suspenso pela Uefa. Os torcedores que permaneceram no Estádio Parken, em Copenhague, receberam a informação no telão de que Christian Eriksen está “estável e acordado” no hospital, onde recebe atendimento e realiza exames.

Ainda não há um boletim oficial sobre a situação clínica do jogador, mas diante das cenas vividas no gramado por cerca de 15 minutos, incluindo massagem cardíaca no jogador, a primeira informação leva alívio e esperança aos torcedores em todo o mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *