Sequestrador que planejou crime contra adolescente era de Arapiraca e conhecia família da vítima

0

Momentos após a adolescente Mariana Santos da Silva Farias, 14 anos, ser liberada pelos sequestradores, o delegado Gustavo Xavier detalhou algumas informações sobre o crime, que acabou com a vítima sendo liberada  às margens da rodovia AL-220, próximo à Usina Porto Rico, em Campo Alegre.

De acordo com o delegado, um dos envolvidos foi apontado pelos dois presos como o “cabeça” do sequestro, inclusive foi ele que contratou os acusados com uma promessa de pagamento com parte da recompensa.

Segundo o delegado, o criminosos identificado como Maurício Gordo conhecia a família da vítima e era natural de Arapiraca. A Polícia conseguiu chegar até essas informações após a prisão dos dois envolvidos, no bairro do Gama Lins, em Maceió, onde o Onix de cor vermelha foi encontrado.

Maurício Gordo trabalhava com o mesmo ramo empresarial do pai de Mariana e era investigado pela Deic pelo crime de extorsão mediante a sequestro.

No total, o sequestro da adolescente envolveu cinco criminosos, sendo que três morreram durante um confronto no município de Anadia. “Pela pressão causada pela sociedade, eles acabaram abandonando a criança próxima de uma usina”, contou o delegado.

Gustavo Xavier afirmou que a motivação do crime foi apenas por dinheiro, já que os criminosos pretendiam pedir uma quantia para os familiares da adolescente. As outras identidades dos envolvidos ainda não foram divulgadas.

Por CadaMinuto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *